20 agosto 2018

Gravidade e Design por Herman Miller

EXECUTIVA DA HERMAN MILLER COMPARTILHA EXPERIÊNCIA QUE RELACIONA GRAVIDADE E DESIGN

A área de Talks da Office Connection terá a participação especial da Diretora de Desenvolvimento e Comercialização de Plataformas da Herman Miller, Jennifer McNamara, no dia 29 de agosto, às 15h. Com o tema “Forgetting Gravity:  Cosm’s Design Orbit”, sua palestra levantará questões voltadas ao design, ao desenvolvimento e à história do lançamento da cadeira Cosm da Herman Miller.
Na ocasião serão descritos a visão inicial do projeto, o processo de exploração interativa e os desafios do desenvolvimento de produtos. Jennifer relatará como a equipe equilibrou a velocidade do projeto versus a força gravitacional da parte interessada, culminando em um lançamento bem-sucedido e poderoso e fará a realação de como este projeto é capaz de balancear as necessidades de arquitetos e facilities.
Segundo ela, para um objeto ser lançado em órbita ao redor de um planeta, deve haver um equilíbrio perfeito entre o movimento para a frente e a atração gravitacional do planeta. “Se houver muito impulso para frente, o objeto atirará pelo planeta para o espaço. Se não houver velocidade suficiente, o objeto colidirá com o parceiro celeste desejado. Sem a quantidade certa de tensão, sem o empurrar e puxar, a missão de lançar em órbita não pode ser bem-sucedida”, explica.
Diretora de Desenvolvimento e Comercialização de Plataformas, Jennifer atua na Herman Miller desde 2014. A executiva lidera uma equipe interfuncional encarregada de desenvolver e lançar novos conceitos de produtos; seu trabalho abrange os esforços de desenvolvimento de design, engenharia, fabricação e marketing necessários para entregar soluções de problemas, produtos bonitos em mercados comerciais e de consumo em todo o mundo.
SERVIÇO
Palestra “Forgetting Gravity:  Cosm’s Design Orbit”, com Jennifer McNamara
29 de agosto, às 15h, na área Office Connection, que acontece durante a HIGH DESIGN EXPO – São Paulo Expo – Rod. Dos imigrantes, km 1,5
Credenciamento gratuito: Acesse

CONHEÇA A OFFICE CONNECTION 

MILHARES DE OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS ESTÃO ESPERANDO PELA SUA EMPRESA

Office Connection será a casa da arquitetura corporativa na HIGH DESIGN EXPO. Um espaço incrível de relacionamentos que reunirá os principais líderes e especificadores do setor, com direito a espaço para palestras e conteúdo de qualidade. Muito mais do que um estande, os expositores garantem o seu lugar na maior oportunidade de negócios do ano, para criar relacionamentos com um público altamente qualificado, incluindo os profissionais responsáveis pelos pequenos e médios escritórios de arquitetura que, juntos, respondem por aproximadamente 70% das demandas do setor. 
Arquitetos, especificadores, facilities, designers de interiores e outros profissionais terão a chance de conhecer os principais fornecedores corporativos do país, reunidos em 400m² especialmente montados para o networking.
É assim que a Office connection se destacará durante a HIGH DESIGN EXPO, tanto para expositores, quanto para os visitantes. Oportunidade imperdível para todas as empresas do setor corporativo.

CONHEÇA A OFFICE CONNECTION

HIGH DESIGN – HOME & OFFICE EXPO é uma feira de mobiliário de alto padrão e soluções para projetos de arquitetura e design de interiores. 





14 agosto 2018

Estratégia de Design e Negócios para gráficas

ESTRATÉGIA PARA DESENVOLVER CLIENTES DAS GRÁFICAS POR DESIGNER FABIO MESTRINER

Publicado em 19/07/2018
Fonte: Marketing Ibema

Por Fabio Mestriner

Numa palestra que fiz para empresários apoiados pelo Sebrae, surgiu uma pergunta que já me foi feita em outras ocasiões, mas que desta vez gerou uma resposta que decidi compartilhar com as gráficas porque a questão afeta a maioria delas.

O empresário me perguntou como deveria fazer para que seus clientes aceitassem um pequeno aumento de custo para melhorar embalagens que poderiam ter um desempenho bem melhor, o que beneficiaria tanto o cliente que venderia mais quanto a gráfica que produziria mais?

Meus caros, sabemos que a maior oportunidade de negócios de uma empresa está nos clientes que ela já tem, por isso, a intenção deste empresário em desenvolver seus clientes em benefício mutuo está em sintonia com este enunciado. A resposta que ofereci a esta pergunta me remeteu a experiências bem-sucedidas que tive a oportunidade de acompanhar de perto recentemente.

Assim, descrevi a ação de uma empresa que percebeu que se os seus clientes mudassem a forma de apresentar os produtos no ponto de venda, as vendas cresceriam. A empresa então propôs a um cliente com o qual tinha relações mais fortes e próximas que organizasse a exposição dos produtos em sua loja da forma como entendia ser a mais eficiente para o entendimento dos consumidores. O cliente aceitou a sugestão e reorganizou suas gôndolas. O resultado não tardou a vir e as vendas naquela loja cresceram mais de 30% por causa da nova arrumação.

Com o resultado em mãos, a empresa se dirigiu ao lojista seguinte que diante do resultado positivo comprovado, aceitou também mudar a forma de exposição dos produtos em sua loja. A operação ganhou o nome de Espaço... X e passou a ser a estratégia empregada com ênfase pela empresa no desenvolvimento de negócios com seus clientes.

Hoje, a empresa que empregou esta estratégia junto aos lojistas seus clientes, contabiliza mais de 200 espaços ...X instalados e operando com crescimento médio comprovado nas vendas por volta de 30%, um resultado excepcional num setor que havia caído 17% num ano e 11% no outro. Com esta estratégia, todos saíram ganhando e ficou claro que não adianta reclamar que o cliente não aceita aumentar um centavo no custo de suas embalagens, é preciso criar meios de trabalhar junto com eles para desenvolver estratégias que criem um fato novo e abram caminho para que tanto a gráfica quanto seu cliente se beneficiem dos resultados positivos que serão obtidos.

Minha recomendação é que as gráficas criem seu projeto X, procurando aquele cliente mais próximo cuja embalagem precisa e pode receber melhorias e propor a este cliente que a embalagem seja melhorada com o apoio e até mesmo o patrocínio da gráfica para que o produto passe a vender mais e tanto o cliente quanto a gráfica se beneficiem do aumento de vendas. Isso gera um “case” que passa a ser replicado no próximo cliente para gerar um novo case, e assim por diante.

Tenho certeza que esta estratégia vai gerar resultados e contaminar os demais clientes da gráfica onde ela for aplicada pois já vi acontecer o mesmo com resultados semelhantes em duas empresas que a aplicaram em segmentos completamente distintos, portanto, não se trata apenas de uma ideia, mas de uma ação consistente que já foi efetivada, gerou resultados e que pode perfeitamente funcionar no segmento gráfico.

Esta é minha proposta:

1) Peçam para um cliente parceiro escolher um cliente dele que possua uma embalagem que tem oportunidades de melhoria.
2) Em parceria com a gráfica e a Ibema, apoiem a melhoria dessa embalagem para gerar um "case".
3) Convidem um designer ou pensem juntos em uma solução para propor ao cliente.
4) Acompanhem o desempenho do produto no mercado e contabilizem juntos o aumento de vendas.
5) Com o resultado em mãos, dirijam-se ao próximo cliente, apresentem os resultados e proponham fazer o mesmo.

Esta é apenas uma das muitas ações que podem ser realizadas pelas gráficas pois é preciso desenvolver a relação com os clientes em cima de ideias que possam melhorar os resultados para ambos, pois, como ensinou o venerável mestre Lao Tsé, “Mais vale acender uma vela que maldizer a escuridão”.



Fabio Mestriner, professor do Curso de Pós-Graduação em Engenharia de Embalagens do ITP Mauá. Autor dos livros "Gestão Estratégica de Embalagem" e "Inovação na Embalagem Método Prático".

10 agosto 2018

Contratação de Designers - experiências e checklists




Precisamos falar sobre contratação de Designers.


Experiências, checklists e um papo cabeça

Para começar, qual é o papel do designer?

Já parou para pensar que em todos os objetos, móveis, carros, casas, celulares, apartamentos, enfim, qualquer estrutura feita pelo ser humano, houve alguém que projetou aquilo? Digo, um ser pensante que decidiu que um objeto ia ser assim e não daquele jeito? Que ia ser áspero e não liso? que ia ser leve e não pesado? cinza e não vermelho?
Esse ser pensante foi um designer.
Por isso que a posição do designer não é apenas mais uma no pipeline de desenvolvimento de produto. É uma posição responsável por guiar os que estão à volta seja ao projetar um simples formulário, desenhar um banco ou conceber grandes visões de produto.

07 agosto 2018

Speed Mentoring Sebrae - Acessibilidade




Dia 14 de agosto a 06 de setembro de 2018
Terças e quintas-feiras,
das 14 às 19 horas

INSCRIÇÕES ATÉ 10/08


Informações:
(11) 3224-1260 / (11) 99240-6223
atendimentos@escolasebraesp.com.br

O programa Speed Mentoring Acessibilidade é voltado para ideias de negócio com foco em soluções tecnológicas e/ou inovadoras para acessibilidade. O programa visa potencializar essas ideias através de 50 horas de atividades práticas, palestras e Rodada de Mentoria com especialistas.


Mais informação em SEBRAE - INSCRIÇÃO

04 agosto 2018

Inovação, Tecnologia e Futuro - Lacod

Veja os meus novos artigos no LACOD -  Latin-American Contemporary Design:

https://lacod.org/es/author/marcio/

Artigos em português, espanhol e inglês, compartilhe com o mundo!

Siga o fundador do Lacod o designer colombiano-brasileiro Jorge Montaña nas redes sociais.

30 julho 2018

Reconstrução Facial 3D de Jesus

Face mais compatível de Jesus - Não é uma reconstrução facial forense e tampouco se trata efetivamente de Jesus.

Design 3D é uma área muito rica e pouco explorada, não é apenas impressão 3D, games, animação, RA, RV e prototipagem.

O profissional Cicero Moraes é um excelente exemplo da aplicação médica, policial e histórica da tecnologia.

Acesse para saber mais em: Cicero Moraes

27 julho 2018

Como mudar sua carreira para Design UX

Se existe uma ocupação que é 100% vinculada à idéia pública do que é design, essa profissão é designer gráfico. Dos familiares arcos dourados do Mc Donald’s à tipografia e cores dos pôsteres de filmes, designers gráficos criaram alguns dos mais icônicos e onipresentes designs ao nosso redor. Então por que um designer gráfico como você quer mudar de carreira para design de experiência? Bom, pra começar, muito pode ser dito sobre a satisfação e a realização de trabalhar diretamente com o produto ao invés do que o cerca.
Além disso, de acordo com a PayScale, o salário médio de um designer gráfico nos Estados Unidos é de US$ 41.000, mas o mesmo para um UX designer é um enorme US$74.000.

24 julho 2018

Smash - "File Transfer" para Designers


Smash: the file transfer service (with no size limit) for designers & creative minds.

What are the differences between Smash and Wetransfer ?

- No ads (never) but creative inspirations
- No size limit
- Preview files before downloading
- Customization of the link

You can test Smash at the following address: fromsmash.com

Follow the co-founder at LinkedIn

20 julho 2018

Procurando DesenvolvedorAs Front-End?


As alunas passaram por um curso de 18 semanas com total de 696 horas e tiveram aulas de UX, html/css, javascript, bootstrap, jquery, pré-processadores e react. 

Além de muitos projetos práticos. Só vamos! https://lnkd.in/dtzBup2