16 julho 2018

Para quem começa em UX




Em conversa com Lu Terceiro no Facebook escrevi rapidamente essas 12 dicas para quem está começando em UX. Algumas valem até mesmo para outras carreiras. Ter só 12 não significa que não há oportunidade de pensar mais sobre o assunto.


  • Se estiver começando a carreira e não aprendendo nada na empresa, mude de empresa o mais rápido possível. Não acredite em promessas. É a melhor época pra isso.

  • Livros de UX você aborve em uma semana. O que você tem que estudar é base, a origem das metodologias em outras disciplinas. A maioria dos métodos em UX não vêm de UX ou design. Só assim para evitar discursos prontos e referências de blog.

  • No mundo real o que importa é orçamento, prazos e recursos humanos/equipamentos. O resto é adaptação de processos. Mas para saber adaptar (sem assassinar o método) você precisa de base. Isso faz diferença para que resultados sejam usados como defesa.

  • Escute e leia a experiência das pessoas, mas não tome como ciência. Experiência não é método validado ou generalizável. Experiências sāo criadas em contexto, e o SEU contexto nāo é igual ao de seus ídolos em UX. Você tem que ouvir, comparar, adaptar e montar o seu próprio quadro de iniciativas a serem testadas na SUA realidade.

  • Seja paciente e seja político com quem trabalha com você. Você não está ali só para criar a melhor experiência, mas também para fazer contatos e amigos.

  • Não envolva só pessoas de UX. Chame desde o início desenvolvedores, infra, engenheiros, etc. Além de disseminar UX, você vai aprender além do que imaginava.

  • Manipular a percepção do usuário é diferente de criar a melhor experiência. Às vezes é necessário, mas saiba comprar suas brigas. A segunda opção sempre é a melhor.

  • Se pra você falar de ferramentas se tornar mais importante que falar de UX e design, pare tudo e comece de novo. Ferramentas e softwares são o menos importante.

  • Você também está criando a melhor experiência para o dono no negócio, não só para o cliente-final. Fique atento. Entenda a necessidade de todos os envolvidos antes de se apaixonar pela idéia e tomar decisões precipitadas.

  • Não acredite em "caixinhas prontas", métodos de empresas famosas e templates de livros. Vá além. As "caixinhas" podem se tornar uma muleta do processo.

  • Assim como design, arquitetura e decoração, todo mundo acha que sabe UX, pesquisa, entrevistas, análise, etc. Não seja o UXer que "acha que sabe". Faça a coisa certa.

  • Esqueça o hype. Esqueça os famosos. Esqueça que "UX vai mudar o mundo". Suje as mãos e abrace a complexidade. Você está aqui para transformar, nāo pra subir em palco.


E não tome as minhas dicas como verdades absolutas! Exercitar o pensamento crítico é sem dúvida a melhor dica em UX. E você? Tem mais dicas para quem está começando?


Artigo de Alexandre Lima no LinkedIn


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Muito obrigado pelo seu comentário!
Gracias!

Visite também meu portal de Design em Inglês:
http://designresearchportal.wordpress.com e me siga no Twitter @maducao