17 outubro 2011

Estudo - Estilos de Vida em 2020




Ninguém consegue adivinhar o futuro da economia ou da sustentabilidade – muito menos nesta era da incerteza invulgar – mas a Unilever e a Sainsbury, em colaboração com a ONG Forum for the Future, estão a tentar decifrar a próxima década sustentável.

Nos últimos 18 meses, as três entidades prepararam o estudo Consumer Futures 2020, que pretende avaliar o impacto dos produtos e serviços sustentáveis nas tendências globais e padrões de comportamento dos consumidores nos próximos anos.

O estudo explorou quatro cenários ficcionais para tornar o consumo sustentável mainstream – uma tendência perfeitamente normal, habitual – com o objectivo de perceber se são as pressões sociais e ambientais que vão tornar os bens sustentáveis mainstream ou, por outro lado, se são os consumidores que irão obrigar as marcas a agirem.

Os quatro cenários colocados pelos seus autores:
My Way;
Sell it to Me;
From me to You
 I’m in your hands

O estudo descobriu que alguns dos desafios globais como as alterações climáticas, escassez de bens essenciais ou aumento da população mundial vão afectar as atitudes dos consumidores e das marcas. Assim, as práticas sustentáveis vão tornar-se mais habituais no dia-a-dia, à medida que os recursos ficam mais valiosos. Também a reciclagem e a reutilização de materiais vai aumentar, concluiu o estudo.

O estudo demonstrou que nem o fraco crescimento económico impedirá a progressão da sustentabilidade. “As marcas e negócios inteligentes vão fazer dinheiro, hoje, com a aceleração da transição para um futuro sustentável”, explicou a CEO da Forum for the Future, Sally Uren.

Ainda assim, serão as marcas que terão de tornar mais fácil, para os consumidores, a passagem para as compras sustentáveis. “[As marcas] têm de oferecer produtos e serviços que não só são melhores para o ambiente, mas mais saudáveis, mais baratos e duráveis”.

Para chegar até esta situação, as marcas terão de inovar. Os serviços e modelos de negócio terão de ultrapassar os desafios financeiros, mas também trabalhar directamente com os consumidores.

“A sustentabilidade vai continuar a fazer parte da agenda dos próximos anos, por isso é crucial que as marcas trabalhem para garantir uma resposta adequada à procura dos consumidores. Sermos uma empresa responsável não passa apenas por fazer dinheiro, mas sim pôr o nosso negócio à prova de futuro e construir confiança e lealdade para a marca”, explicou o CEO da Sainsbury, Justin King.

Tanto a Sainsbury como a Unilever confirmaram que estão a utilizar os resultados deste estudo como uma plataforma colaborativa e de inovação para desenvolver iniciativas conjuntas e rentáveis de sustentabilidade.
Não será de admirar que outras marcas e negócios utilizem este relatório como ferramenta para planear o seu futuro sustentável. Será certamente um bom ponto de partida para o desenvolvimento sustentável das marcas.

Os quatro cenários

Em My Way, os consumidores normais vão comprar produtos locais para fortalecer as respectivas economias regionais. A agricultura vertical é uma realidade muito presente e que irá produzir mais comida por unidade de terra. O estilo de vida sustentável é high-tech e fácil, e produtos como os micro gestores de energia vão ajudar a reduzir o consumo de energia e fortalecer as relações pessoais através de competições online.

Em Sell it to Me, as marcas e negócios assumem o trabalho mais difícil na transição sustentável, uma evolução motivada pela escassez de recursos e um acordo global relacionado com as alterações climáticas. Os retalhistas retiraram os produtos insustentáveis das suas prateleiras e os produtos pequenos e inteligentes são habituais no dia-a-dia. Todos foram desenhados para reduzir o seu impacto no ambiente.

Em From me to You, as comunidades são fortalecidas pela agricultura e produção de energia local. Os recursos valerão muito mais que hoje. A reciclagem e reutilização de produtos são encorajadas.

Em I’m in your Hands, os consumidores esperam que os Governos e negócios assumam a liderança no desenvolvimento sustentável. Uma rígida legislação e a economia de escala vai levar a que os produtos e serviços sejam altamente sustentáveis.




CONSULTE O ESTUDO EM: FORUM FOR THE FUTURE


ARTIGO EXTRAIDO: GREEN SAVERS 
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...