11 maio 2018

Designers - Fundadores de Startups - Cammada

Começa aqui uma nova coleção de artigos intitulada "Designers - Fundadores de Startups".

Caso você seja designer (produto, gráfico, digital) e é sócio - fundador de startup, entre em contato para ter o seu perfil publicado aqui.

Esta série de artigos surge do interesse crescente no designer, que sendo um inovador natural e orgânico, adiciona muito valor seja tangível e intangível à startups e há uma falta de designers nos núcleos criativos e inovadores de startups e principalmente MPE.
Começamos esta serie com CAMMADA fundada pelo designer José Luis Oliveira junto com outros profissionais.
Área da startup: Impressão 3D

1) Nos conte sobre a sua experiência profissional antes de fundar a Cammada?

Durante a Universidade trabalhei em diversos estúdios de design e agências de publicidade, onde pude desenvolver um bom senso estético e aprender um pouco mais do lado gráfico, uma vez que minha formação se deu em design de produto. Após a graduação tive oportunidade de passar um ano morando em NY estudando e buscando aprender o máximo possível, desde o retorno sou pesquisador no Instituto Nacional de Tecnologia na Divisão de Desenho Industrial, onde pude trabalhar em diversos projetos com empresas de diversos tamanhos, e conhecer profundamente a área de P&D pública e privada.

 2) Como se deu essa transição de designer para fundador de startup?

 A transição acabou se dando de forma muito orgânica. Após o mestrado, por algumas circunstâncias que se deram na relação do Instituto Nacional de Tecnologia com as empresas - houve uma limitação nos valores mínimos de projetos a serem contemplados pelo INT, diversos clientes e empresas começaram a procurar, e através de consultorias comecei a ter maior contato com empresas e startups. Por conta desse contato e da imersão nesse universo comecei a buscar ideias inovadoras que pudesse gerar um business, e junto de amigos de longa data passamos a desenhar o que hoje viria a ser a Cammada.

3)  Como o design colaborou para essa nova jornada de startup?

O design como forma de pensamento e metodologia foi essencial para a jornada, através desse olhar eu e Bernardo (outro designer que é fundador da Cammada) pudemos aliar a visão altamente técnica do Harrison (desenvolvedor) e do João Pedro (Eng. de Produção), e buscar uma visão mais empática sobre a experiência de consumo que pretendíamos com o serviço que estávamos propondo, além de utilizar ferramentas de design de serviço e design thinking para desenvolver a jornada do usuário. Hoje, após mais de 2 anos de empresa consolidada e funcionando, vemos que todo o trabalho feito previamente, com diversas reuniões e toda a busca por entender o cliente e o mercado nos trouxe para um caminho muito correto, onde ao longo do tempo de vida da empresa precisamos fazer pouquíssimas mudanças no nosso fluxo de trabalho, e atribuímos muito disso ao design.

4) O que você recomendaria para aqueles designers que querem ou estão fundando uma startup?

 Sem dúvida nenhuma minha recomendação é estudar, obviamente que é impossível aprender tudo que se faz necessário na fundação de uma empresa, mas acho que é imprescindível buscar conhecimento. Todo e qualquer serviço que precisamos contratar durante a formação da Cammada, um dos sócios já havia estudado, então teria condições de dialogar e debater com um mínimo embasamento com o profissional contratado para tal. Nisso posso citar pontos em que mais vejo falhas na formação de novos empreendedores: conhecimentos de finanças e gestão financeira - visão macro ajuda a entender suas condições, e conhecimentos de marketing - não há bom vendedor que não saiba vender bem, fato!

                            VISITE A CAMMADA 

Siga o Designer - Fundador José Luis Oliveira no LinkedIn

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Muito obrigado pelo seu comentário!
Gracias!

Visite também meu portal de Design em Inglês:
http://designresearchportal.wordpress.com e me siga no Twitter @maducao