14 outubro 2011

Projeto Pandora - Embalagem Sustentavel

Conheça o Projeto Pandora, do curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Design da UFPR.
O projeto teve como parceiro industrial a empresa Whirlpool, através de sua unidade de Advanced Design.

Os alunos desenvolveram diversas propostas de embalagens sustentaveis para microondas através 5 ciclos que alternavam teoria e prática, sendo que os exercícios práticos consistiam de workshops de criação com foco nas embalagens de produtos da empresa Whirlpool (microondas).

Todas as seções do blog  tem muita informação teorica e exemplos praticos fundamentais para o designer!


http://projeto-pandora.blogspot.com/

TEXTO EXTRAIDO DO BLOG:



"O design tem a missão de tomar conhecimento e avaliar as interconexões estruturais, organizacionais, funcionais, expressivas e econômicas com o objetivo de reforçar a sustentabilidade global e a proteção ambiental.
Faz parte de seu papel, também, propiciar benefícios e liberdade para toda a comunidade humana, individual e coletiva, incluindo usuários, produtores e protagonistas do mercado global. (ICSID, 2008).

Tendo em vista que a sustentabilidade, segundo Bardaglio (2007), envolve muito mais do que apenas minimizar o impacto negativo da atividade humana na biosfera, ela busca também transmitir e promover o entendimento das causas ambientais e distribuir de forma mais justa recursos e poderes a uma economia saudável.

A soma desses fatores contribui para aumentar a qualidade de vida, abrangendo as dimensões ambiental, sócio-ética e econômica ICSID (2008).
O design, portanto, pode se tornar parte da solução dos problemas ambientais, sócio-éticos e econômicos enfrentados pela sociedade contemporânea, através de sua atuação frente a essas questões, contribuindo na transição para estilos de vida sustentáveis. (MANZINI, 1994).

O Relatório de Brundtland – elaborado em 1987 pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento – exemplifica o desenvolvimento sustentável em atos que satisfaçam as necessidades presentes da sociedade sem comprometer o futuro do planeta e das gerações futuras.

Nesse contexto, o design, conforme Löbach (2001), para os próprios designers, é um processo de resolução de problemas atendendo às necessidades do homem com o seu ambiente, podendo ser encarado também como interferências e adaptações no ambiente “artificial” às necessidades físicas e psíquicas dos homens na sociedade.

Essas definições propõem que o designer esteja em contato direto com o ambiente, pessoas e também com a economia, através do desenvolvimento tecnológico e cultural, resultando no importante papel a ser desempenhado pelos mesmos como geradores de intervenções e mudanças.

Sendo assim, esta ampliação escopo de atuação em que o design se encontra, o faz capaz de interferir de forma positiva, nas principais questões de cunho social, ambiental e econômico, transitando entre essas três dimensões a fim de gerar equilíbrio entre elas."
Postar um comentário