16 abril 2011

Crianças - a alma do negocio diabolico, insustentavel

Imitar os adultos – como as meninas que querem usar roupas, sapatos e maquiagem da mãe – é normal. O problema é quando se maquiar vira um hábito obrigatório na rotina da criança. Ela não pode deixar de sair de casa, por exemplo, porque não passou batom. Lais Fontenelle, psicóloga e coordenadora de Educação do Projeto Criança e Consumo, explica que o uso desses produtos deve ser limitado apenas aos momentos de brincadeira, dentro do universo lúdico infantil.

O uso inadequado de itens de beleza por crianças tem chamado cada vez mais a atenção. Das conversas mais informais entre mães a reportagens na imprensa, aumenta a preocupação com o tema. Não por acaso. A indústria da beleza, que engloba os setores de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, cresceu acima da média nacional na última década, com um faturamento que ultrapassa os R$ 22 bilhões. São produtos para cabelo, corpo e pele, esmaltes, maquiagem, enfim uma infinidade de opções que antes costumavam atrair apenas os adultos, com foco principal na mulher.


No entanto, a realidade mudou. Nos Estados Unidos, a rede de varejo Walmart lançou recentemente uma linha de maquiagens que contém cremes esfoliante e anti-idade para crianças de 8 a 12 anos. O departamento de Marketing da empresa justificou a linha dizendo que o objetivo era "ensinar essa geração sobre os cuidados com a beleza com responsabilidade". De acordo com a assessoria de imprensa do Walmart, não há previsão de lançamento da linha - denominada Geogirl - no Brasil.


O apelo desse mercado para o consumo, que inclui estratégias de marketing bastante agressivas e a determinação de um padrão de beleza amplamente reproduzido pelas mídias, tem impacto direto nas crianças, especialmente nas meninas. Despreparadas emocionalmente porque ainda estão em fase de desenvolvimento, elas se deparam com pressões e situações difíceis. Exemplo disso foi o editorial de moda publicado pela revista Vogue Paris Cadeaux, em que meninas de oito anos foram fotografadas em cenários provocantes e vestindo roupas sedutoras de estilistas renomados e maquiagem apelativa.

Assim como formar "Futuros consumidores conscientes - sustentaveis - ecologicos?"

Outros links no tema:

http://www.criancaeconsumo.org.br/

http://www.alana.org.br/CriancaConsumo/NoticiaIntegra.aspx?id=7971&origem=23

http://www.consumismoeinfancia.com/2011/01/21/entre-meninas-e-mulheres/

http://www.consumismoeinfancia.com/2010/11/26/parecer-natural-da-trabalho/

http://www.youtube.com/watch?v=WPxiqbmGz-c (Documentario)

Artigo extraido de http://www.alana.org.br/
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...