22 fevereiro 2013

Psicose Ambientalista



Vivemos uma psicose ambientalista coletiva?

Onde a preservação da natureza vale mais que uma vida humana?


Quem se atreve a atacar a verdadeira psicose em torno do meio ambiente, que vem grassando como uma pandemia mundo afora? 

Entre nós, Dom Bertrand de Orleans e Bragança – bisneto da Princesa Isabel – ousou enfrentar a tirania dessa nova religião ecológica ao derrubar, um por um, todos os seus dogmas.

 O Príncipe Imperial do Brasil acaba de desmascarar o falso alarmismo dos ecologistas radicais em  torno do propalado aquecimento global no livro “Psicose Ambientalista - Os bastidores do ecoterrorismo para implantar uma ‘religião’ ecológica, igualitária e anticristã”.

Em alguma medida, hoje, todos somos vítimas da ditadura do pensamento politicamente correto, artifício imposto por mentes tão hábeis quanto desconhecidas em todos os campos da atividade humana a fim de conduzir a sociedade rumo ao desconhecido que se projeta ameaçador.

Psicose Ambientalista” vai na contramão do politicamente correto imposto por governos e ONGs aos brasileiros. A leitura da obra é obrigatória para todos os que se interessam em conhecer a verdade e os fatos de maneira objetiva, e para aqueles que desejam se preservar dessa forma de psicose.

Livro – Psicose Ambientalista – Os bastidores do ecoterrorismo para implantar uma “religião” ecológica, igualitária e anticristã. Formato 16 x 23 cm – 176 paginas – R$.23,90 – Editora IPCO – divulgação Editora Petrus.



Postar um comentário