13 abril 2011

Designers são vitimas do Design!

Sobre o meu artigo no Design Simples, recebi o seguinte comentario, muito certeiro, por certo, onde a colega designer expressa o seguinte:

"Acredito que a dimensão ética deve sobrepor às demais: tecnológica, econômica, ecológica e social se quisermos pensar/propor um desenvolvimento humano sustentável. Mas as pessoas sequer sabem o que é ser ético... ouço falar em "minha ética é..."!

A ética não existe segundo valores individuais e sim num conjunto de valores universais que vão além dos valores morais individuais, desenvolvidos na cultura que formatou cada indivíduo.

Espero que cada vez mais pessoas despertem para não apenas criticar o sistema que está aí, mas também usar todo seu conhecimento para criar e propor meios para um modo de vida menos destrutivo para satisfazer o hedonismo natural do ser humano. Nós, designers, temos um papel fundamental, pois criamos produtos e serviços que sustentam este sistema consumista."

Outra leitora, designer, também reflexiona sobre o assunto:

"Eu acredito que as indústrias da morte existem por causa da natureza humana, que sempre foi de uma certa forma auto-destrutiva.
Pode-se falar em várias outras indústrias da morte além das do álcool e cigarro. Existem os remédios, o consumo de carne, e os próprios produtos industriais (aqueles que nós designers criamos) a simples produção deles gera um impacto tão negativo no mundo, que o ideal seria não produzi-los.


Mas produzimos, e nos tornamos escravos dos nossos objetos.


Tentar desenvolver produtos de maneira sustentável nesse contexto não me parece muito viável. Mas continuamos tentando.
Na minha opinião, a mudança precisa partir do ser humano. A sociedade é formada por pessoas, e é o reflexo do que são essas pessoas individualmente.

Mas acho que só o fato de estar discutindo sobre isso é muito válido e é o primeiro passo para buscar um caminho de mudança. E eu ainda sou otimista, e acredito que exista algum meio de melhorar o mundo."

Aparentemente há uma obsessão pela inovação, tecnologia, novas fontes de energia e esquecemos o ponto central da questão: o ser humano.

A etica deve estar acima de tudo e ser o guia principal nesse processo para alcançar uma sociedade sustentavel (utopia).



Todo progresso social, tecnologico, economico, ecologico será em vão se o ser humano continua com o coração e a alma podre.


A prioridade deveria ser um desenvolvimento humano sustentavel, antes de tudo, se não corremos o risco real de apenas continuar numa sociedade consumista e capitalista ecologica e apenas isso. O chamado natural capitalism por alguns autores.


A mudança deve vir de dentro do ser humano e essa sustentabilidade interna deve então materializar-se externamente nos diferentes âmbitos da vida e da sociedade.

Materializar-se nos aspectos sociais, economicos, tecnologicos, ecologicos corretos e justos, que serão o resultado da mudança do ser humano.

Mas esses aspectos não vem antes para corrigir eticamente o ser humano e indicar o caminho.

Veja artigo:

http://www.designsimples.com.br/etica-sustentavel-ou-sustentabilidade-etica/
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...