20 maio 2010

Sustentabilidade será igual para todos?

Como sociedade inconsciente-irresponsavel de produção e consumo estamos ainda em uma transição muito inicial à uma sociedade sustentável.
Por isso o termo sustentavel não seja o mais correto de ser aplicado, já que a sustentabilidade exige uma mudança profunda de todos os falidos paradigmas atuais como consumo, produção, fontes de energia, transporte, sistemas de produção de alimentos, comercio mundial.
Uma mudança que ainda não ocorreu e talvez não ocorra devido ao custo astronomico de sua implementação global.
No meu ver sustentabilidade só pode ser aplicada ou nomeada quando já estemos imersos em esse nova cilivilização super otimizada, ai sim seremos sustentaveis, mas por enquanto não.

Temos sim esforços atuais isolados e sem conexão global que podem ser "ecologicos" ou pré-sustentaveis  como prova-erro para obrigar a uma sustentabilidade posterior pratica-aplicavel como um todo.
Por isso  e´irritante que a palavra sustentável seja aplicada a tudo e a todos sem nenhuma noção, coerencia, reflexão, seriedade. É apenas uma sustentabilidade de marketing, greenwashing no consumidor idiotizado.

A futura sustentabilidade em teoria também deveria erradicar a violencia, fome, analfabetismo, desigualdades sociais-economicas já que busca um futuro equilibrado, justo e acessivel para todos.
O problema será quando a mesma seja usada para perpetuar também  todos os aspectos negativos da civilização como a violência atual. Será que realmente merecemos a sustentabilidade como civilização? Não estará ela muito além da natureza mezquinha e ambiciosa do Homem?
Corre-se também o risco de que essa sustentabilidade na pratica  seja para aqueles que possam comprar-la / consumir-la.

Teremos então no futuro varios niveis de "qualidade" de sustentabilidade, aquela para os ricos e aquela para os pobres, ainda que estamos compartilhando o mesmo planeta fisico. Extrapolando essa logica, ricos terão direito a zonas de ar puro ou mais limpo, pobres terão direito a viver e transitar em zonas com ar e agua menos limpa.  
Consumo de ar e agua pura será então apenas das elites-ecologicas (termo novo criado agora).

Existirão muitas questões eticas-morais-economicas de quem terá a direito à sustentabilidade  e como que surgirão com o tempo, mas teremos tempo ainda de ver o que funciona ou não. Veremos então que o ponto critico da sustentabilidade não será a sua viabilidade tecnologica mas sim sua aplicação e viabilidade humana.
Com dois possiveis cenarios, de um lado paises pobres em guerras primitivas tribais matando pela pouca agua restante e do outro paises ricos com civilizações altamente tecnologicas / inovadoras que serão capazes de replicar com sucesso para bem ou para mal todas as funçoes da Natureza e de Deus como já se demonstrou 1 dia atrás nos jornais.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...