04 dezembro 2018

Reciclagem é uma farsa

Philippe Starck: “A reciclagem só foi inventada para continuarmos a consumir enquanto mantemos a nossa consciência tranquila”.


Foto: Jimmy Baikovicius, CC BY-SA 2.0
Philippe Starck, inventor, arquiteto e designer, deu uma entrevista à ONU Ambiente sobre o futuro da sustentabilidade. E o famoso designer acredita que o capitalismo não fará parte desse futuro.

Starck acredita que no futuro o conceito de propriedade deverá desaparecer e ser substituído pela economia do aluguer. “Quem pede emprestado tem a responsabilidade de devolver o produto.

Um vendedor não tem esta responsabilidade – e pode ou não importar-se com o facto de o produto ser reciclado ou não”, diz Starck. “A nossa economia precisa de ser completamente transformada, dado que o nosso planeta esta a degradar-se a um ritmo muito superior ao previsto”.

Starck também acredita que podemos livrar-nos de cerca de 70% da mobília que usamos atualmente em casa. Um exemplo dado é o das cortinas, que podem ser substituídas por vidro com cristais líquidos. “Não estaremos a vender produtos, mas sim serviços integrados nos produtos,” diz o designer.

Mas o mesmo tempo que advoga uma cultura de menor consumo, o designer prefere os materiais sintéticos aos naturais, argumentando que são quase sempre superiores ao que encontramos na natureza.

Starck também não acredita que a reciclagem seja uma solução para os produtos em fim de vida. “A reciclagem só foi inventada para continuarmos a consumir enquanto mantemos a nossa consciência tranquila. A verdade é que menos de 20% dos materiais usados nos produtos de consumo podem ser reciclados”. Starck acrescenta ainda que “o capitalismo não é adequado ao futuro. Depende do crescimento e produção, e não podemos continuar a produzir.”

De GreenSaver
 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Muito obrigado pelo seu comentário!
Gracias!

Visite também meu portal de Design em Inglês:
http://designresearchportal.wordpress.com e me siga no Twitter @maducao