08 setembro 2014

Cinco fontes de financiamento para projetos de Big data

1 – Horizon 2020 – Programa de financiamento da Comunidade Europeia, do qual podem participar empresas e universidades brasileiras, que vai investir € 80 bilhões no período de 2014 a 2020 de forma não reembolsável. Em TI, uma das prioridades é apoiar projetos de Big data em pequenas empresas. O programa paga praticamente todo tipo de despesas do projeto, inclusive os impostos.

2 – CT Info – Fundo destinado às empresas de TI que possui como uma prioridade atual o apoio a projetos para tratamento de volumes exponencialmente crescentes de dados multimídia. Seus editais são lançados pela Finep e pelo CT Info principalmente. Financiam despesas como pessoal, equipamentos, viagens etc.

3 - CNPq RHAE - O edital RHAE fornece bolsas de até R$ 6.000 para fixar de doutores a graduandos em empresas. Os projetos podem atingir até R$ 400 mil e o edital é composto de três chamadas por ano com aprovação média anual de 200 projetos.

4 - CNPq Universal – Apoia projetos em qualquer área do conhecimento. O financiamento em 2014 foi de R$ 200 milhões para pagar despesas de projeto como serviços de terceiros, equipamentos, viagens, material permanente, softwares e bolsas.

5 - Fapesp – Junto com a Microsoft financia há sete anos projetos de Big data no contexto das mudanças climáticas, ciências ambientais e computação urbana que aproveitem o poder da nuvem.

Estes e outros fundos e fontes de financiamento para projetos nas áreas de Big data e Internet das Coisas serão apresentados no workshop “Internet das Coisas – Do projeto ao financiamento”, que acontecerá no IBEF-RJ em 17/9/14. O objetivo do workshop é apresentar as oportunidades de financiamento NÃO reembolsável para projetos de produtos e serviços inovadores em Internet das Coisas.

Mais informações: 
www.fomentainovacao.blogspot.com/ 
Postar um comentário