15 abril 2014

Design Inclusivo para uma sociedade sustentável

Re-design gráfico de uma embalagem de remédios, com mudança de cor, letra, fundo (information design) ajudando o consumidor do remédio na hora da compra.

Quando falamos de sustentabilidade, automaticamente todos pensam sobre o meio-ambiente, produtos e serviços ecológicos; e esquecem do elemento fundamental, o ser humano.
Uma sociedade será verdadeiramente sustentável quando praticar a inclusão social e laboral das pessoas com deficiência.
Esse e´o elemento humano da sustentabilidade, e não apenas o meio-ambiente, reciclagem ou re-uso. Sob essa perspectiva ainda há um longo caminho a percorrer. 
A pessoa com deficiência é também prioridade, pode e deve ser produtiva na sua sociedade.

Quanto o Brasil perde em produtividade pelas pessoas com deficiência fora do mercado de trabalho? 

Quanto o Brasil poderia ganhar com elas no mercado de trabalho gerando recursos, oportunidades, novos produtos e serviços?

Ou será que qualidade de vida é apenas para a sociedade rica, branca e fisicamente eficiente? 

Lembre-se que a deficiência não é apenas por nascimento, ocorre também por acidentes de trabalho, acidentes automotivos, e violência urbana, então nenhum de nós, eficiente até agora, está fora de faze parte da estatística mundial de pessoas com deficiência.Pense nisso.

Como anedota pessoal, em visita a fabrica de eletrodomésticos, a pessoa que colocava as laminas de corte no liquidificador era uma pessoa cega, já que ela era mais rápida e eficiente que uma pessoa com visão, estes eram mais lentos e sempre se cortavam. 
Tudo é relativo!

Veja o meu artigo sobre Design Inclusivo para uma sociedade sustentável:


  1.  English
  2. Português
  3. Spanish
Para finalizar, design inclusivo, accessível não é apenas no âmbito da Arquitetura, se aplica à Design de produto, Serviços, Webdesign e Design Gráfico melhorando a relação e interação com o usuário seja no ambiente de trabalho ou domestico. 





Lembra-se do caso da enfermeira que matou uma criança aplicando outro liquido em vez de soro? Culpa do Design também, não havia uma distinção de forma, cor, ou layout na embalagem que indicasse que era o soro ou não! Poderia ter-se evitado a morte de uma criança se o design tivesse cumprido o seu papel informativo!

Conheça também a Secretaria dos Direitos das Pessoas com Deficiência.


Enhanced by Zemanta
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...