04 março 2014

Brasil precisa um re-branding urgente

Camiseta Adidas Copa (Foto: Reprodução)



O Caso Adidas onde a empresa disponibilizo no mercado mundial, camisetas com imagens de cunho sexual, demonstra mais uma vez que a marca "Brasil" não está atualizada, repensada para novos tempos.

Culpa da empresa? Não, ela apenas pegou o que está no ar e no imaginário do estrangeiro.

Culpa da empresa? Sim, poderia ter pesquisado e ter sido mais consciente e cautelosa.

O Brasil vende sexo, então não reclamemos do que vendemos, façamos a mudança. Veja post sobre isso.

Copa 2014 e Olimpíadas, serão suficientes?

Sendo assim o Brasil precisa de um re-brading urgente, a Copa e as Olimpíadas não serão suficientes, ou apenas marcarão nos pontos já conhecidos.

O vôo do Brasil, "the next big thing" ainda não aconteceu como se esperava, como constatou a revista The Economist em 2013, ou seja ficamos devendo ao mundo.

Brasil e a economia criativa

Bunda, bola e Carnaval, não são inovações e não geram inovações!
Construção de um país encima de clichês e machismos, é algo retrogrado que não pertence ao século 21. Ficamos nesse ufanismo anos 50, a la Zé Carioca e acreditamos que temos tudo para ser uma potência, temos sim, mas não está visível ou claro para todos.

O Brasil precisa urgente uma nova imagem-marca para o mundo. E esta deve ser feita no novo campo da economia criativa, uma nova economia de intangíveis como criatividade, colaboração, compartilhamento, cooperação e assim gerar inovadores produtos e serviços para o século 21.
A economia de tangíveis é passado, não podemos mais pensar que apenas o petróleo e as matérias-primas permitirão o desenvolvimento econômico deste pais, eles são apenas mais um setor da economia, mas não deve ser mais o pilar único.

Intangíveis não se esgotam, só se multiplicam beneficiando a todos.

Ministério da Inovação

Como sugeri alguma vez, precisamos de um novo Ministério da Inovação com um designer à frente.

Podemos pensar na extinção do Ministério da Ciência e Tecnologia, com um politico à frente, ou transformação para um novo Ministério com um cientifico top de linha à frente.

A Criação de um Ministério da Economia Criativa complementando o da Inovação. A economia criativa é o futuro do Brasil.

Não podemos mais deixar o futuro cientifico-tecnológico nas mãos de políticos incompetentes, "cumpanheiros" ou não.

Politico conservador, retrogrado e incompetente nunca vai gerar inovação. Circulo não vira quadrado!

O futuro do Design no Brasil

Design deve ter prioridade máxima neste país, e faz toda a diferença, casos conhecidos como Japão, Itália que fazem do design um dos pilares do país.

Governo tem feito bom trabalho e designers também, veja a ADP - ADG - ABEDESIGN - Centro Brasil Design

Governo, empresas e designer devem fazer parcerias duradouras que vão mais além de uma eleição.

As grandes multinacionais brasileiras, também devem colaborar com os escritórios locais de design, sendo proibidas de ir para o exterior para desenvolver re-branding e serviços, como fez famoso banco brasileiro há pouco, que trouxe do exterior expertos em serviços. Ou que pelo menos, essa parceria estrangeira aconteça com um escritório local. Não sou contra colaboração de fora, deve existir, mas sempre com equilíbrio e respeito.

Acredito que o Design Thinking deve ser ensinado na escola desde o mais cedo possível, devemos formar criativos, que serão os inovadores do futuro brasileiro.

Marca Brasil é suficiente?

Acredito que não, temos material de sobra para um re-branding. Precisamos que este país tenha uma missão, visão, objetivos e tratar o país como uma empresa criativa.

Temos excelentes designers de branding e serviços, referências de sobra quanto à design, pessoas, historia.



O que você acha da marca acima desenvolvida pelo M. do Turismo?

Se quiserem adicionar mais comentarios sejam bem-vindos.


Related articles
Enhanced by Zemanta
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...